O que fazer em Camaquã (RS), a cidade dos prédios históricos

O que fazer em Camaquã (RS), a cidade dos prédios históricos

Camaquã (RS) é conhecida como a terra do arroz parboilizado, mas o principal destaque para quem passeia na cidade são os prédios históricos.

Nas construções da cidade estão lembranças dos primeiros habitantes, principalmente portugueses e poloneses – o que torna o destino ideal para quem gosta de se transportar para outras épocas.

Dentro da cidade, a vantagem é que todos os atrativos turísticos ficam próximos uns dos outros. Então, deslocamento não é problema para o turista.

Quer saber mais? Confira as dicas de atividades imperdíveis em Camaquã e monte seu roteiro.

O que fazer em Camaquã (RS)

Localizada a 125 km de Porto Alegre, na Costa Doce, Camaquã (RS) se destaca pelos prédios antigos preservados e por curiosidades como a história da “Foca Maroca” e a chegada da sinaleira francesa.

igreja em frente à praça
Prédios antigos são as principais atrações de Camaquã. Foto: Anelise Zanoni

Recomendamos que você faça um passeio de um dia para conhecer todas as atrações e ainda ter tempo de visitar o interior para desfrutar de uma linda paisagem natural.

Confira as atrações que valem a pena conhecer:

1. Praça Donário Lopes

É a mais famosa praça da cidade, com muitas árvores e banquinhos para sentar e curtir uma sombra.

No centro da praça, tem um chafariz com uma foca, conhecida como “Foca Maroca”. 

chafariz com foca na praça de camaquã
Foca Maroca é atração divertida no centro de Camaquã. Foto: Anelise Zanoni

A história conta que o animal marinho foi trazido para a cidade por dois jovens que a encontraram em uma viagem pelo Litoral Sul e a colocaram em um aquário, onde acabou falecendo por não ser o seu habitat natural.

Hoje o animal está simbolizado por meio de uma imagem cerâmica marrom-avermelhada que fica bem no meio do chafariz e faz sucesso entre visitantes e moradores. 

Claro que nós não ficamos de fora e aproveitamos para tirar umas fotinhos da simpática foca!

2. Sinaleira Francesa

Bem pertinho da Praça Donário Lopes, na rua principal da cidade, uma sinaleira chama atenção de quem passa.

De arquitetura francesa, decorada em tom de amarelo mostarda, a sinaleira foi instalada em 1953 e é uma das quatro que existem no mundo, sendo a única no Brasil. 

três versões diferentes sobre a chegada da sinaleira na cidade.

A primeira versão diz que ela foi um presente do governo francês pelo fato de a cidade ter recebido tão bem os imigrantes.

A segunda é menos glamurosa: a de que a sinaleira chegou por engano.

Já a terceira explicação é que o item foi comprado pelo município.

Seja qual for a versão verdadeira, o fato é que a obra está muito bem preservada, no centro de Camaquã, e é uma parte histórica importante da cidade.

3. Praça Sylvio Luiz

É na Praça Coronel Sylvio Luiz, antigamente conhecida como Praça 15 de Novembro, que está a Casa do Poeta Camaquense.

Criada em 1989, lá são preservadas obras de escritores da cidade. 

Em volta da praça, um conjunto de prédios históricos trazem um charme para o local e contam um pouco da história camaquense.

É ali que estão construções do início do século 20, por exemplo.

fachada do cinema coliseu em camaquã
Cine Teatro Coliseu é um prédio antigo com arquitetura diferenciada. Foto: Anelise Zanoni

Entre eles, está o prédio da Câmara de Vereadores, construído em 1910 em estilo neoclássico.

Também ganha destaque o Cine Teatro Coliseu, um prédio todo revestido com arquitetura em estilo gótico-barroco que foi construído em 1914 e hoje é palco de espetáculos, formaturas, e eventos do município.

Já a Igreja Matriz São João Batista encanta pelo estilo eclético e elementos neoclássicos datados de 1913.

4. Forte Zeca Netto

Tombado como patrimônio Cultural do Estado, o Forte Zeca Netto era a antiga residência de José Antônio Netto, líder maragato da Revolução de 1923. 

O local passou por uma restauração em 1996 e hoje é sede da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. É um dos lugares mais bonitos da cidade.

parte externa do forte Zeca Netto em Camaquã
Prédio amarelo com áreas verdes é cantinho especial para visitantes. Foto: Anelise Zanoni

Com a parte externa pintada de amarelo claro e decorado com símbolos em laranja, o prédio sedia a Biblioteca Pública Municipal, Memorial Zeca Netto, o Museu Municipal, o Acervo Barbosa Lessa e o Memorial da 16ª Região Tradicionalista. 

interior do acervo barbosa lessa
Interior do Acervo Barbosa Lessa permite contato com a história por meio de objetos. Foto: Anelise Zanoni

A parte externa do local lembra uma paisagem europeia.

Ali, um jardim com chafariz, árvores, flores e um banquinho completam um cenário perfeito para um registro e formam um ambiente de paz e contemplação.

mulher em frente a prédio amarelo
Chafariz, árvores e flores integram a paisagem. Foto: Anelise Zanoni

5. Barragem do Arroio Duro

A 7 km do Centro, é possível conhecer uma paisagem natural perfeita para contemplação e fotos.

vista de reservatório de água na barragem do arroio duro
Reservatório foi construído na década de 60 e hoje atrai turistas em Camaquã. Foto: Anelise Zanoni

A Barragem do Arroio Duro é um reservatório de água que foi construído em 1967.

Hoje conta com mata nativa, parquinho para as crianças, churrasqueiras, banheiros e espaço para trilhas e caminhadas, além de uma vista de tirar o fôlego.

mulher em frente a lagoa cercada por pedras
Vista da lagoa é ideal para contemplação e fotos. Foto: Anelise Zanoni

6. Praça Zeca Netto

Entre a Avenida Olavo Moraes e a Rua Mal. Floriano está outra bela praça da cidade.

Com uma ampla estrutura, a praça Zeca Netto tem parquinho infantil, vários bancos para sentar e árvores com sombra.

Logo na frente, um letreiro com a frase “Eu amo Camaquã” forma um dos tradicionais registros de boas-vindas. 

flores em frente a letreiro de Camaquã
Praça de Camaquã tem cantinhos especiais para fotos turísticas. Foto: Anelise Zanoni

No local também está localizado o monumento a Pira da Pátria, com mais de dez metros de altura, onde ocorrem eventos culturais como shows e as comemorações da semana da pátria.

7. Floricultura N Plantas

Quem entra na Floricultura N Plantas, que fica na Avenida Presidente Vargas, número 574, se depara com um lugarzinho aconchegante, familiar e totalmente imerso na natureza.

É um local que transmite energia muito boa e se destaca pela natureza e sustentabilidade.

fachada floricultura n plantas
Floricultura N Plantas é local charmoso em Camaquã. Foto: Nicole Fritzen

A proprietária, Núria Berenice Ribeiro Scherer, mostrou orgulhosa a propriedade que ela cultiva com carinho.

Ali, são comercializados diferentes tipos de flores e plantas, além de vasos, presentes, cestas, chás e temperos. 

O local preza pela sustentabilidade. Não por acaso, muitos dos itens que fazem parte da decoração da floricultura foram reaproveitados pela proprietária.

interior de floricultura decorado com flores coloridas
Cada cantinho colorido da da floricultura é um charme. Foto: Nicole Fritzen

Uma saboneteira, por exemplo, passou a ser uma linda luminária que preserva o lema da floricultura.

O mesmo ocorre com uma bombona de água mineral, que virou uma luminária exposta no local. 

Existente desde 2013, a floricultura chama a atenção pela criatividade da proprietária, que exibiu orgulhosa os prêmios que recebeu pelo trabalho com sustentabilidade e projetos pedagógicos.

Com certeza vale a pena conhecer o local e o trabalho da Núria, que além da floricultura também recebe os visitantes em seu jardim cercado por árvores frutíferas e por duas composteiras.

8. Projeto Seival de Camaquã

Uma das paradas que fizemos foi para conhecer o projeto Seival e os Caminhos de Garibaldi.

O projeto consiste em uma réplica fiel, em tamanho original, do barco usado por Giuseppe Garibaldi na Revolução Farroupilha.

A iniciativa foi pensada em 2013 pelo casal Sandra Mara Garcez e Antônio Carlos Rodrigues, e a embarcação foi construída em dezembro de 2019, toda feita em madeira.

réplica de barco usado por giuseppe garibaldi
Réplica de barco permite conhecer um pouco da história da Revolução Farroupilha. Foto: Anelise Zanoni

Todo o investimento está sendo feito com recursos próprios, e a previsão é que o projeto seja concluído em abril de 2021.

A ideia do projeto é passar por diferentes cidades levando educação ambiental e contando um pouco da história de Garibaldi e da Revolução. 

Onde comer em Camaquã

A seguir listamos duas opções de restaurante e café para fazer a refeição em Camaquã durante o passeio. Veja:

Restaurante La Campaña

Fomos conhecer um dos principais restaurantes da cidade, o La Campaña.

O lugar oferece diariamente buffet a quilo e livre durante o almoço, com opções típicas de gaúcho, com diferentes tipos de carne, saladas, arroz e feijão.

fachada restaurante la campaña
Restaurante La Campaña é boa opção para almoço em Camaquã. Foto: Anelise Zanoni

Para a sobremesa, você não pode deixar de experimentar o delicioso arroz doce, que é uma das especialidades da casa.

Para quem gosta de comida japonesa, nas quartas, quintas e sextas tem tele de sushi.

área interna do restaurante la campaña
Restaurante tem ambientes com estilo rústico e campestre. Foto: Anelise Zanoni

À direita da porta de entrada do restaurante, fica uma lojinha com produtos campeiros e decorativos, para quem deseja levar uma lembrança da cidade.

  • Endereço: Rua Marechal Floriano, 1116
  • Fone: (51) 3692-1770

Xadrez Café

Bem no Centro da cidade, paramos para tomar um café no Xadrez.

Por ali, provamos um delicioso empadão de frango, que é um dos principais quitutes do estabelecimento.

O café também serve tortas doces e salgadas, pastéis, pão de queijo e diferentes tipos de doces e salgados.

pão de queijo e café servidos na mesa
Xadrez Café é o ambiente ideal para uma pausa no roteiro. Foto: Anelise Zanoni

Um dos diferenciais do local é o café colonial, que tem reservas limitadas e deve ser agendado com antecedência.

  • Endereço: General Zeca Neto, 785
  • Fone: (51) 3671-4484

Onde se hospedar em Camaquã

Não falta opção de hospedagem em Camaquã.

Lá você vai encontrar hotéis executivos, pousadas e imóveis para alugar via Airbnb. Confira nossas dicas:

Hotel Pedra Bonita

Com estrutura simples, mas muito bem organizada e confortável, o hotel Pedra Bonita tem quartos aconchegantes e uma ótima localização.

Tem garagem e café da manhã inclusos, e o atendimento dos funcionários é solícito.

porta do quarto do hotel pedra bonita
Hotel Pedra Bonita é opção bem localizada em Camaquã. Foto: Anelise Zanoni

Bartz Hotel

Estrutura bem completa e acomodações confortáveis são o diferencial do Bartz Hotel.

O estabelecimento conta com 47 apartamentos bem equipados nas categorias Luxo, Standard e Suíte.

O hotel fica a 300 metros da principal entrada de Camaquã.

Aproveite para conferir os hotéis em Camaquã cadastrados no Booking com nosso link.

Imóveis de temporada em Camaquã

Encontramos alguns imóveis para alugar por meio do Airbnb e separamos algumas opções para você. Basta dar uma espiadinha no mapa!

Dica de agência receptiva em Camaquã

Para conhecer os pontos turísticos de Camaquã, fomos acompanhadas pela Sandra, da Realize Turismo.

Ela é responsável pelo projeto “Conheça Camaquã”, que apresenta os principais atrativos e a história da cidade para as escolas locais, além de organizar passeios e roteiros no destino.

  • Endereço: Rua Quinze de Novembro, 451
  • Fone: (51) 99501-5270

Com todas essas dicas em mente, prepare o passeio e conheça esse destino ainda pouco explorado no Rio Grande do Sul.

Se você gostou deste guia sobre Camaquã (RS), compartilhe com seus amigos viajantes nas redes sociais.

Texto da jornalista Nicole Fritzen

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Booking.com

Categorias

Nuvem de Tags

Siga Nossas Redes