Vinícola Pueblo Pampeiro: estilo off-road em Livramento

Vinícola Pueblo Pampeiro: estilo off-road em Livramento

Um roteiro por Santana do Livramento é repleto de possibilidades para quem gosta de vinhos, e uma delas é a Vinícola Pueblo Pampeiro. O enoturismo fica na Vila Pampeiro, cerca de uma hora e meia do centro de Santana do Livramento e tem uma pegada mais off-road! 

Para chegar lá, o visitante percorre cerca de 25 quilômetros de estrada de chão, então o ideal é ir de jipe ou outro veículo alto com tração 4×4. Em dias de chuva ou após dias de chuva, o percurso é uma verdadeira aventura! Mas para quem gosta de vinhos e sossego, vale a pena!

O projeto da Vinícola Pueblo Pampeiro

Marcos Obrakat e Cintia Martinez desenvolveram o projeto na propriedade dos bisavós alemães dele, que vieram para o Brasil em 1912. Na época, eles fugiam da Primeira Guerra Mundial. 

Como forma de resgatar a história familiar, além da viticultura, o casal retomou a atividade de pecuária, apicultura, produção de mel e criação de cavalos da raça percheron gigante. 

Por isso, logo na chegada, o charme que o inverno trazia para a fazenda nos deixou encantadas. A casinha amarela no estilo alemão e o galpão retratam um pouco a essência da vinícola. 

Nossa visita na Pueblo Pampeiro, em Livramento

Estivemos na Pueblo Pampeiro em um dia nublado de inverno, mas isso não impediu de admirarmos a natureza. Flores brancas enfeitavam as árvores e ampliavam a beleza do Pampa Gaúcho. 

A plantação dos parreirais e a produção dos vinhos tiveram início em 2014 e contam com um hectare de uvas tannat e cabernet sauvignon. Eles produzem 3 rótulos: o Vinho Licoroso Indómito, o Primitivo Hidromel e o Tannat La Linha. 

Todo processo é feito de forma natural e são utilizados defensivos biológicos nas frutas, isto é, fungicidas a base de fungos e bactérias. A vinícola busca utilizar tecnologias modernas unidas com antigas metodologias da viticultura.  

A Pueblo Pampeiro fabrica em pequena escala cerca de 500 garrafas de cada rótulo por ano. Os vinhos e o hidromel são comercializados em diversos estados do Brasil e na Região da Campanha. 

Como é o enoturismo na Vinícola Pueblo Pampeiro 

Para conhecer a Vinícola Pueblo Pampeiro é preciso agendar com antecedência e são recebidos grupos a partir de cinco pessoas. 

Os visitantes são recepcionados na antiga estrebaria alemã da propriedade, que foi toda reformada para abrigar os tonéis e a linha de produção dos vinhos. 

A decoração rústica de fazenda tem itens históricos e iluminação suave, o que tornam a experiência ainda mais deliciosa. 

O enoturismo por lá vai depender da escolha dos visitantes. Há degustação guiada com queijos, almoços ou jantares campeiros, piqueniques, entre outras opções. 

A apresentação da propriedade e degustação fortificada, harmonizada com queijos, pães e biscoitinhos fica em torno de R$130 por pessoa. Já os eventos com fogo de chão, por exemplo, ficam R$250 por pessoa (valores de setembro/2021).

Nós experimentamos os três rótulos da Pueblo Pampeiro, conhecendo um pouco mais do sabor, do aroma e, claro, da história de cada um deles. 

O Primitivo Hidromel é uma espumante obtida através da fermentação de açúcares, provenientes do mel. Assim que a bebida é servida já sentimos o aroma acentuado e o sabor diferenciado do mel. 

O segundo rótulo foi o La Linha, um agradável vinho tinto fino seco. E por último, o vinho licoroso fortificado Indómito, rótulo carro chefe, que foi inspirado nos vinhos do Porto e premiado na safra de 2014, antes mesmo de ser comercializado.

A Vinícola Pueblo Pampeiro fica na Avenida Palomas Pampeiro, 28720, da Vila Pampeiro. Para mais informações e agendamentos entre em contato pelo site clicando aqui. 

Este texto faz parte de um projeto desenvolvido pelo Travelterapia por meio da agência de comunicação Way Content e do Sebrae/RS. O roteiro inclui 12 cidades das regiões do Pampa e Fronteira do Rio Grande do Sul.

Texto da jornalista Thamyres Thomazini, com supervisão e coordenação da jornalista Anelise Zanoni

Você também pode gostar de ler…

Compartilhe

1 Comment

  1. ODILO ANTONIO FERST disse:

    Boa tarde,não conheço,gostaria muito de conhecer,achei muito lindo,e os vinhos parecer deliciosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Booking.com

Categorias

Nuvem de Tags

Siga Nossas Redes