O que fazer em Foz do Iguaçu: roteiro de 4 dias

O que fazer em Foz do Iguaçu: roteiro de 4 dias

Foz do Iguaçu é um destino incrível e cheio de possibilidades e, por isso, fizemos um roteiro de 4 dias na cidade para você. Neste texto sobre o que fazer em Foz do Iguaçu você encontrará muita natureza, animais de diversas espécies, parques e diversão para toda a família.

Estivemos na cidade em janeiro de 2021 e descobrimos um destino eclético, perfeito para diferentes tipos de viajantes.

Segue com a gente por aqui para organizar sua viagem! E se você já quiser espiar as possibilidades de hotéis, entre no nosso link do Booking.

Nosso link do Booking geralmente tem ofertas especiais.

O que fazer em Foz do Iguaçu: roteiro de 4 dias

Eu indicaria conhecer as principais atrações de Foz do Iguaçu logo no primeiro dia. Como o agendamento é obrigatório, você consegue se organizar bem. 

Minha sugestão é começar pelas cataratas. Acorde bem cedo e pegue o primeiro horário, assim você terá o parque só pra você e mais chance de percorrer as atrações com calma!

Depois, deixe para o meio da tarde a visita ao Parque das Aves, que também é um lugar super interessante e de muito contato com a natureza!


Primeiro dia: Parque Nacional Iguaçu e Parque das Aves

Planeje seu dia acordando cedo, pois você não se arrependerá! Escolha uma roupa bem confortável e coloque na bolsa o protetor solar e o repelente. Afinal de contas, geralmente faz calor na cidade.

E siga nossas dicas!

Parque Nacional Iguaçu: o que fazer 

Em plena área de Mata Atlântica, o Parque Nacional do Iguaçu é o principal atrativo de Foz do Iguaçu e um dos lugares mais lindos do Brasil. O parque está utilizando ingresso digital, e o turista embarca em um ônibus que sai da área de visitantes e vai até as trilhas.

Prefira o primeiro horário, porque costuma ter menos gente e dá aquela sensação de parque exclusivo! Em 2021 fiz a visita no horário das 10h30 e não foi uma boa escolha, porque embora os ingressos sejam agendados, as pessoas costumam ficar bastante tempo no parque, o que faz com que tenha mais fluxo de gente nas principais áreas.
Depois, visitei o parque outro dia, às 8h, e tive uma experiência bem melhor!

Para chegar até as cataratas a gente vai de ônibus, disponível por horários dentro do parque.

O transporte costuma ser liberado até 10 minutos antes do agendado. Por isso, na nossa segunda visita durante a viagem, fomos às cataratas de forma super tranquila e com pouquíssimos visitantes!

Quem opta pela trilha, percorre um caminho de cerca de 1,5 quilômetro. O trajeto é pavimentado e tem vários pontos para contemplação, o que permite conhecer as cataratas de diferentes ângulos. Muitos quatis podem surgir pelo caminho, o que torna a atração ainda mais especial neste momento!

Além da visita às cataratas, que estão inclusas no ingresso, é possível fazer um passeio radical navegando pelas águas. Você pode embarcar em uma aventura de barco com muita adrenalina pelas corredeiras do Rio Iguaçu. 

O passeio chama-se Macuco Safari e dura 2 horas. É dividido em três etapas: a primeira parte é um trajeto em veículo elétrico onde um guia explica mais sobre a fauna e flora do Parque Nacional. O passeio continua com uma pequena caminhada por uma trilha de madeira de 600m até chegar ao deck, onde os turistas recebem os coletes salva vidas para embarcar nos barcos bimotores que te levam rio acima, passando pelas corredeiras até as Cataratas do Iguaçu. Próximo às quedas tem parada para fotografias e uma bela ducha nas Cataratas do Iguaçu.  O ingresso da atração custa R$362 por pessoa (valor de janeiro de 2022).

Serviço

O ingresso no parque custa R$ 60 para brasileiros (adultos) e R$14 para crianças de 2 a 11 anos e idosos (a partir de 60 anos). Há tabela especial de preços para visitantes do Mercosul e moradores da região. Vendas pelo site  www.cataratasdoiguacu.com.br

Há vagas a partir das 8h10

Parque da Aves

O Parque das Aves é uma surpresa para quem o visita. Estive duas vezes por lá e gostei demais. Minha dica é ir sem pressa, para observar os pássaros com calma e ouvir o canto de cada um deles.

São 16 hectares de Mata Atlântica que parecem estar ainda mais robustos e belos. O agendamento é obrigatório e o parque reformulou o Viveiro das Araras.

Em uma verdadeira imersão no mundo das aves, os visitantes entram no local e ficam pertinho dos poleiros. A grande área abriga 104 aves, entre elas arara-canindé, arara-azul e arara-vermelha.

Em uma tentativa de tirar uma foto sem máscara, chamaram minha atenção. Claro! É proibido tirar a proteção em qualquer área do parque. Achei justo!

Além das araras, o Parque das Aves é um local para dedicar pelo menos duas horas de visita, porque tem mais de 1.300 aves, de cerca de 130 espécies. Mais da metade dos animais foi resgatada de apreensões e no passeio você encontra espécies como flamingos, corujas, gaviões e alguns exemplares de jacarés e jabutis. 

Serviço 

Os ingressos custam R$ 70 (adulto), idosos, professores brasileiros, doadores de sangue brasileiros, militares brasileiros, PCD, estudantes brasileiros e ID Jovem pagam R$35, crianças de até 8 anos não pagam. Vendas pelo site https://ingressos.parquedasaves.com.br 

Há vagas a partir das 8h30.

Segundo dia: Itaipu e Templo Budista

Neste dia você terá contato com uma das obras mais incríveis da engenharia e também com um curioso templo budista!

Templo Budista

Com entrada gratuita, o Templo Budista Chen Tien é um importante ponto de contemplação em Foz do Iguaçu. Devido ao amplo espaço ao ar livre, o templo se transforma em um lugar adequado para refletir um pouco sobre o momento em que vivemos e, por que não, focar na meditação e na gratidão.

Construído nos anos 90, oferece aos visitantes um lindo acervo de peças que ajudam a explicar a cultura budista. Do alto de uma montanha é possível avistar a cidade. É no topo também onde estão estátuas que representam a visão de mundo do Budismo da Terra Pura, parte da Escola Mahayana.

Entre as peças estão o Buda Maitreya, conhecido como Buda sorridente, e o Buda Sakyamuni que aparece deitado sobre um lado em estado profundo de meditação. Chamam a atenção também as mais de 100 imagens dispostas lado a lado e que formam uma linda composição nos jardins.

Serviço

A entrada é gratuita e não há necessidade de agendamento. Na portaria há controle de visitantes.

Itaipu Binacional 

Os atrativos do Complexo Turístico Itaipu, na margem brasileira, estão abertos para os turistas e podem ser uma grande descoberta para quem os visita pela primeira vez. Há três passeios: visita panorâmica, Refúgio Biológico e Ecomuseu.

Na pandemia, a atração recebeu certificação de segurança e oferece também visitas virtuais no Ecomuseu, para quem não quer sair de casa ou prefere conhecer o espaço primeiro virtualmente. 

Uma das opções de passeio em Itaipu com mais contato com a natureza é o Refúgio Biológico. Embarcamos no último passeio do ano, no final da tarde do dia 31 de dezembro e tivemos uma grata experiência. 

O trajeto é feito em um veículo aberto e, antes do embarque, é obrigatório passar por detector de metais, além de usar álcool em gel. De acordo com nossa guia, todos os passeios têm capacidade limitada a até 22 pessoas, o que indica que em qualquer horário você não sofrerá com aglomerações (na nossa visita havia 17 passageiros). É sempre obrigatório o agendamento.

O Refúgio é um local que abriga animais que geralmente viveram maus tratos. No início da visita recebemos explicações sobre a fauna e a flora local e fomos incentivados a plantar algumas sementes. Depois, percorremos cerca de 2km a pé por uma trilha na mata. No total, o passeio dura 2h15 e, ao longo do caminho, conhecemos muitos animais, como jaguatiricas, corujas, furão, lontras e até mesmo uma dupla de panteras negras.

Serviço

A visita panorâmica custa R$ 44 (adultos), o ingresso para o Refúgio Biológico custa R$ 35 (adultos) e a entrada no Ecomuseu custa R$ 20 (adulto). Em todas as atrações há meia-entrada para idosos, estudantes e crianças com idade entre 6 e 11 anos. Crianças até 5 anos não pagam.

É obrigatório agendar horário para visitar o Refúgio Biológico, e as visitas começam às 8h30.

Venda pelo site : https://ingressos.turismoitaipu.com.br

Terceiro dia: Parque Aquático e Marco das 3 Fronteiras 

Que tal iniciar o dia relaxando em uma piscina e terminá-lo bebendo um drinque ao pôr do sol? Esta é a minha dica para o seu terceiro dia em Foz do Iguaçu.

Bora lá?

 Parque Aquático Aquamania 

Com o calor que faz na cidade de Foz do Iguaçu, passar o dia em um parque aquático pode ser uma alternativa para a diversão da família. 

Localizado ao lado do Vivaz Cataratas Hotel Resort, o Aquamania tem piscinas de diferentes tamanhos, tobogãs e área infantil molhada. Para quem compra ingressos online, há um pequeno desconto, mas geralmente precisa enfrentar fila na hora de entrar no parque, pois é preciso conferir o cadastro e receber pulseirinhas de acesso à atração. Cada família ou grupo recebe um cartão para usar até R$ 200 em consumo – que é pago no final do passeio. 

Embora exija o uso de álcool em gel logo na porta do parque, o uso da máscara dentro do parque não é comum. Para circular nas instalações e permanecer nas mesas e cadeiras, os visitantes geralmente deixam as máscaras de lado (há avisos informando sobre a obrigatoriedade da máscara na área da praça de alimentação). Os funcionários do parque, entretanto, estão sempre de máscara. 

A área para crianças pequenas costuma ser a mais disputada e também a mais divertida para os menores. Há escorregador, tobogã e jatos de água. O parque ainda conta com lanchonete.

Serviço

Os ingressos podem ser adquiridos online ou na hora. Quem opta pela compra virtual tem um pequeno desconto. A entrada para adulto custa a partir de R$ 90 (R$ 95 nos finais de semana). 

  • Criança de até 6 anos ou 1,20m não paga. 

Há tabela especial com descontos para moradores da região. Venda pelo site: www.aquamania.com.br

Marco das 3 Fronteiras

É uma atração onde é possível espiar nossos vizinhos no Marco das 3 Fronteiras. Como o próprio nome diz, a atração simboliza o encontro entre Brasil, Argentina e Paraguai e está localizada entre os rios Paraná e Iguaçu. 

Mais do que um monumento, a atração é um verdadeiro parque cultural a céu aberto. O marco que simboliza o local foi inaugurado oficialmente em 1903 e em 2015 recebeu cerca de R$ 30 milhões em investimento do Grupo Cataratas, responsável pela gestão do atrativo, e se transformou. 

Hoje o que se vê logo na entrada é uma grande construção que relembra as missões jesuíticas da região. No parque há área infantil, restaurante e espaço de alimentação com casinhas coloridas, onde funcionam pequenos estabelecimentos.  

Um dos lugares mais disputados pelos turistas é a placa que indica o nome dos três países fronteiriços. Dependendo do horário, você pode pegar fila para fazer uma foto! O parque abre diariamente, das 15h às 21h, e tem capacidade de atender 1,5 mil pessoas simultaneamente. Todos os dias, a partir das 18h30 há apresentações culturais ao ar livre. Para garantir o distanciamento, há pontos demarcados no chão da praça.

Serviço 

Os ingresso custam R$ 42 (adulto) e R$ 22 (idosos e crianças de 6 a 11 anos). É gratuito para crianças até 5 anos e moradores de Foz do Iguaçu.

 Vendas no local e pelo site  https://marcodastresfronteiras.com.br . Não é preciso agendar horário.

Quarto dia: Compras Em Foz, na Argentina e no Paraguai 

Além do contato com a natureza, Foz do Iguaçu é um destino que atrai as pessoas devido à tríplice fronteira. Isso significa que é possível visitar três países em uma mesma viagem e também fazer compras com valores mais acessíveis.

Mesmo com a pandemia, o acesso às fronteiras foi liberado, e os brasileiros podem atravessar rumo ao Paraguai, geralmente pela Ponte Internacional da Amizade, ou Argentina. 

 Para fazer compras não é necessário seguir todas as regras sanitárias do momento, como exames de PCR ou preenchimento de documentos. Porém, se você for atravessar a fronteira e seguir viagem nestes países, precisa se certificar de que é preciso fazer. 

Quando pensamos em fazer compras em uma viagem a Foz, logo pensamos em dar um pulinho até a Argentina ou Paraguai para aproveitar as diversas lojas. Mas agora, além dos dois países, a cidade também tem lojas Duty Free.

Recentemente Foz do Iguaçu recebeu o primeiro polo de compras deste formato, o Liberty Duty Free, que fica dentro do Cataratas JL Shopping, onde você pode comprar sem medo dos impostos. 

O Liberty Duty Free conta com mais de 100 grandes marcas e produtos de diversos nichos. Para quem vai em busca de bebidas, você vai encontrar diversos tipos, desde vinhos, de variadas nacionalidades até marcas como Absolut, Bombai, Tanquerai, Johnnie Walker e Jack Daniel’s. Os chocolates também são variados e uma ótima combinação para as bebidas.

Neste Duty Free você ainda vai encontrar perfumes com redução de até 64%, bebidas (redução de até 54%), roupas (redução de até 53%), celulares (redução de até 45%) e relógios com redução de até 37% no preço.

A cota máxima no Liberty Duty Free é de US$300 por CPF.

Também vale viajar até o Paraguai ou Argentina para conhecer os free shops, já que Foz do Iguaçu fica na tríplice fronteira (embora os preços não sejam tão diferentes dos brasileiros). 

O Duty Free de Puerto Iguazu (Argentina) é um dos melhores e já se tornou um ponto turístico e parada obrigatória de quem visita a cidade. São muitas lojas em estilo de departamento que vendem eletrônicos, vestuários, perfumes, bebidas, chocolates, brinquedos, entre outros.

Dicas de outras atrações turísticas em Foz do Iguaçu 

Foz do Iguaçu é uma das cidades mais disputadas pelos turistas brasileiros porque, além das belezas naturais, tem um grande potencial para atrair diferentes empreendimentos. Abaixo listamos algumas possibilidades para vocês:

Blue Park

O parque conta com uma praia termal com 9 tipos de ondas, tirolesa e praça de alimentação. A compra de ingressos deve ser feita pelo site https://blueparkfoz.com.br e o visitante escolhe uma data específica para ir ao parque. As pulseiras para entrada ficam disponíveis nos guichês das bilheterias.

Dreamland Foz do Iguaçu

A rede de parques tem diferentes combos de ingressos para atrações como Dreamland Museu de Cera, Maravilhas do Mundo e Vale dos Dinossauros. As entradas podem ser adquiridas pelo site www.dreamticket.com.br/empresa/foz e custam a partir de R$ 75.

Organize sua viagem para Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu é um destino que permite contato direto com a natureza e tem temperaturas geralmente altas. Por isso, é essencial colocar na mala protetor solar, repelente, boné ou chapéu, garrafinha para abastecer de água, roupa de banho e chinelo.

Uma roupa arrumadinha também pode constar na mala, já que o destino tem diversos restaurantes interessantes!

Reserve dinheiro para pedágios e estacionamentos

Quem vai de carro ou aluga um veículo precisa se preparar para gastar com estacionamento. Em quase todos os parques há vagas, mas é preciso pagar para deixar o carro. Os valores variam de R$ 15 a R$ 25. 

Quando os estacionamentos oficiais estão cheios, geralmente há vagas privativas em lugares próximos do Parque Nacional do Iguaçu e Parque das Aves. 

Em relação aos pedágios, prepare o bolso se você viaja de carro a partir de destinos como Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Só no trecho entre Cascavel e Foz do Iguaçu, por exemplo, paga-se um total de R$ 29,90!

Você também pode gostar de ler…

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Booking.com

Categorias

Nuvem de Tags

Siga Nossas Redes