Vinícola Cordilheira de Santana: Vinhos da Fronteira Gaúcha

Vinícola Cordilheira de Santana: Vinhos da Fronteira Gaúcha

Localizada em frente ao Cerro de Palomas, a Vitivinícola Cordilheira de Santana é mais uma atração de enoturismo que pode ser incluída em um roteiro por Livramento e Rivera, no Uruguai. 

No ano 2000, a vitivinícola foi idealizada pelo casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo, que tinham há muitos anos esse sonho em comum. 

Depois de uma análise das condições climáticas e das propriedades do solo, o casal identificou grande potencial para produção de vinhos finos na região. 

Um dos grandes atrativos da Cordilheira de Santana é a vista diferenciada para o Cerro de Palomas. Na parte de trás do empreendimento, vislumbramos os inúmeros parreirais ao pé do cerro, que é considerado cartão postal da campanha gaúcha. 

O trajeto para chegar na Cordilheira de Santana inclui dois quilômetros de estrada de chão. Após sair da BR 158, há placas indicativas.

No dia da nossa visita estava nublado e com garoa e, mesmo assim, o visual era impressionante! 

Acompanhe a seguir nossa experiência! 

Enoturismo e atrativos da Cordilheira de Santana

A Cordilheira de Santana tem um espaço modesto e muito acolhedor para receber os turistas. Logo atrás da recepção ficam os maquinários e, no subsolo do prédio, as caves e a adega.  

Durante a visita, fomos guiadas às instalações, descobrindo os processos de fermentação, clarificação, assim como os tradicionais barris de carvalho para o envelhecimento do vinho.

Há diferentes modalidades e valores para a experiência na vinícola. Por exemplo, a degustação de três vinhos (R$25) ou a degustação de seis vinhos (R$50) – valores de setembro de 2021. 

O turista pode optar também pela tábua de frios e degustação dos seis rótulos (R$100). Nós escolhemos uma deliciosa tábua, acompanhada por cumbuca de escondidinho de mandioca com charque (R$120). Fomos ao meio-dia e saímos satisfeitas!

Quem desejar conhecer os campos da fazenda, passear pelos vinhedos ou fazer um piquenique embaixo de uma árvore precisa agendar com antecedência. 

As fotos por lá ficam maravilhosas. Uma pena o clima não ter colaborado com o nosso passeio! 

Além disso, a vinícola oferece o espaço para realização de casamentos, formaturas e aniversários. Agora que a vacinação contra o covid-19 está avançando, os eventos estão sendo retomados. 

Conheça um pouco mais da Cordilheira de Santana

Na Cordilheira de Santana, a beleza das paisagens da Campanha Gaúcha ficam em evidência. A fazenda conta com 45 hectares, sendo que 21 hectares foram destinados aos vinhedos. 

O primeiro vinho produzido pela marca foi o Cabernet Sauvignon, lançado em 2005, seis anos após o investimento ser iniciado. Hoje eles chegam a elaborar até 25 mil litros da bebida por ano. 

Os rótulos são divididos entre as linhas Reserva dos Pampas e Reserva Especial Cordilheira de Santana. Ao todo, sete variedades de uva são cultivadas na propriedade: Chardonnay, Gewurztraminer, Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat e Touriga Nacional. 

Em julho de 2021, a vinícola celebrou 21 anos de história. Em homenagem à data, foi lançada uma edição especial: o Rubi dos Pampas. Considerado uma jóia pelos enólogos, é um vinho licoroso doce com 17,5% de álcool, extraído de uvas tintas e brancas. 

Para mais informações sobre agendamentos ou eventos entre em contato com eles pelo site da vinícola. 

Curtiu mais essa dica de vinícola? Compartilha com os apaixonados por vinhos assim como a gente! 

Este texto faz parte de um projeto desenvolvido pelo Travelterapia por meio da agência de comunicação Way Content e do Sebrae/RS. O roteiro inclui 12 cidades das regiões do Pampa e Fronteira do Rio Grande do Sul.

Texto da jornalista Thamyres Thomazini, com supervisão e coordenação da jornalista Anelise Zanoni

Você também pode gostar de ler…

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Booking.com

Categorias

Nuvem de Tags

Siga Nossas Redes